expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

domingo, 16 de dezembro de 2012

Meus agradecimentos

                   Hoje como alguns sabem o blog completa um ano de existência, então eu gostaria de fazer algo muito diferente. O post de hoje é totalmente de agradecimento, e de uma pequena homenagem a todos os leitores.
            A primeira ideia que me veio foi a de fazer um vídeo, mas eu tive muitos imprevistos e não pude realizar o vídeo. Então decidi escrever todo ou uma pequena parte de meus agradecimentos a todos pelo carinho e por estarem por aqui sempre que possível.
            Como alguns sabem, eu escrevo já bastante tempo, e isso foi muito difícil no começo. Pois ouvi muitas vezes que eu não tenho talento, ou que não haveria alguém para gostar do meu trabalho, blá blá blá...rs No começo até que acreditei, e isso me fez perder um tempo valioso. É como dizem, é muito mais fácil você acreditar nas coisas ruins. Infelizmente este foi o meu caso. Então deixo um conselho para todos vocês: Seja sempre o que se quer ser, siga a carreira que você desejar. Acredite em você e em seu potencial. Nunca permita que alguém diga que você não vai conseguir ou que você é abaixo da média. Se deseja, se você quer algo de verdade, lute incansavelmente.
            Neste um ano eu vi minha vida mudar da forma mais incrível e intensa. Então hoje é um dia todo especial para mim. Agradeço a Deus por não ter desistido de mim, e por me fazer acreditar mesmo com tanta gente falando besteiras. Agradeço por cada acesso de vocês, por cada comentário, por cada membro. E acreditem, já chorei com alguns comentários. É surreal você ver que pessoas gostam do seu trabalho.
            Obrigada a cada um dos meus amigos que me apoiaram, agradeço a minha mãe por estar sempre do meu lado. Agradeço a todos meus leitores. Agradeço a todos os países que acessam o blog, tais como: Estados Unidos, Alemanha, Rússia, Polônia, Portugal, Israel... Queria poder agradecer em todas as línguas, mas não consigo. Rsrs
            Quero agradecer especialmente a Luana Melo, que se tornou minha amiga, uma pessoa muito especial para mim. Ao Marcos de Sousa, também meu amigo, uma pessoa que aprendi a gostar e respeitar, a quem desejo toda felicidade e sucesso. Autor de um livro que estou apaixonada, Coração de Vidro. Indico esse livro para leitura. Para saber como adquirir este livro basta entrar no blog dele, o link está no final do post. A Marli Carmen pelos comentários e carinho, uma pessoa única de um grande talento. Autora do livro Amazônia Um Caminho Para o Sonho. Mais do que indicado. É uma leitura deliciosa, leve... Estou encantada. Maiores informações sobre o livro no blog da escritora. Agradeço também a Fernanda Bezerra, uma pessoa que tem tido um carinho muito grande com o blog e meu trabalho. Ao Nilson Ramos, um cara excepcional. A Gabriela Lemos e a Liziane Goulart.
            Amo todos vocês. Sem você isso jamais existiria. E isso é apenas um degrau de um sonho. E vocês fazem parte do sonho e da realidade. Muito obrigada gente!!
            Segue abaixo o link dos blogs de cada um que mencionei. Recomendo todos eles. São de ótima qualidade, e são todos muito acolhedores.
Blog do Marcos de Souza: http://www.omundosobomeuolhar.com.br/
Blog da Fernanda Bezerra: http://fernandabizerra.blogspot.com/
Blog da Gabriela Lemos: http://certomundi.blogspot.com/
Blog da Liziane Goulart: http://lilicasg.blogspot.com/
Blog do Nilson Ramos: http://umlugaraosom.blogspot.com/



PS: Apenas Pensamentos está entrando de férias! Até o dia 02/01/2013. Que todos tenha um excelente Natal e um ano de 2013 repleto de vitórias!!
Beijos!

domingo, 9 de dezembro de 2012

Desigualdade

   Estou farta de ver tanta desigualdade.
   Entristeço-me ao ligar a TV e ver tantos contrastes negativos.
   Cada vez indignada, vejo emissora oferecer milhões a jogador famoso
   Enquanto muitos não tem o que comer.

   A indignação aumenta quando vejo nos noticiários
   A prisão de um pai de família por roubar uma carne de um mercado
   E a absolvição de políticos que nos roubam cada vez mais
   E sempre de forma descarada e mascarada.

   Por não falar das pessoas que morrem a espera de atendimento,
   De cirurgias que parecem nunca chegar,
   Das crianças, e jovens sem educação.
   Alegação dos senhores ministros: Não há verbas!

  Queria poder chamar a nossa educação, nossa saúde e segurança de COPA.
  Talvez assim, teríamos serviços prestados pelo governo de qualidade.
  Talvez assim, nossos ministros investiram pesado nas necessidades do povo.

  Talvez se todas as necessidades do povo fosse a COPA,
  Seríamos um país de primeiro mundo, seríamos mais forte como nação,
  Seríamos um país mais educado, mais saudável, mais justo.

                                                                                       (Fernanda Muniz)

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Amor antigo

   Hoje, de uma maneira especial, sua imagem me veio a cabeça. Foi diferente. Não digo que foi melhor ou pior. Apenas diferente. Mas teve uma coisa que não foi diferente. O amor com que lembrei. O afeto com que vi sua imagem. O carinho e sensibilidade.
   Fui traída por meus pensamentos. Eu que achei que tivesse esquecido. Acho que esqueci apenas os motivos das brigas, dos afastamentos, mas você, o que sinto, jamais poderei esquecer. Isso é fato. Tão fato, que sonho com você noite após noite. Tanto tempo se passou, tanto já foi alterado, e esse amor permanece quase que intacto. Apenas mais forte.
   Às vezes me pego pensando em como esse amor pode ser tão "antigo" e não estar desgastado com o tempo. Quer dizer, não é isso que acontece com as construções?! O tempo vem, e as atingem em sua juventude, em seu auge. Entretanto, lembro que o desgaste apenas atinge construções feitas pelo homem, e não as erguidas pelo próprio tempo.
   E neste amor tão "antigo", que parece se renovar a cada dia, desejo-te ainda mais. Desejo ser para você o que você quiser e precisar. Desejo oferecer-te um amor como o nosso. Perfeito com todas nossas imperfeições. Entrosado com todas as nossas discussões. Protetor com toda essa distância. Tudo porque aprendemos que o amor apenas precisa ser verdadeiro, não perfeito. Afinal, a vida nos ensina tanto que o perfeito é ilusório.
   E neste amor que todos insistem em chamar de antigo, e às vezes, ultrapassado, eu desejo te dizer que não há amor antigo. Ele existe e ponto. E que ele renova suas forças em nossos sonhos e desejos. É em nós que ele cresce, se desenvolve, mas nunca morre. E, é em você, que meu amor vive. Pois em você encontrei tudo o que faltava em mim.


                                                                                                           (Fernanda Muniz)

domingo, 2 de dezembro de 2012

Brasil

   Brasil, eu sei que você precisa acordar!
   Brasil, eu preciso que você acorde! Quero continuar feliz contigo.
   Algo precisa ser feito por ti. Eles não te dão valor algum.
   Comemoram sediar Copas, mas esquecem de todo o resto.

   Por quanto tempo terei de ver você como escravo?
   Por quanto tempo terei de ver seu povo perecer?
   Por quanto tempo terei de ver um bando de hipócritas se divertirem às suas custas?

   Os mais sucedidos querem comemorar a Copa,
   Os mais necessitados querem comemorar um prato de comida.
   Os mais covardes comemorar o dinheiro ganho à custo da inocência de muitos,
   Os mais fracos necessitam comemorar um salário mais digno.

   Brasil, você é um país tão rico e tão belo. Mas é também um país de contrastes.
   Uns tem muito outros nada. Uns são fartos e outros não com que se fartar.
   Uns são bem formados. Outros, mal sabe pegar em um lápis.

   Brasil, o que fazem com você? Não há respeito com o que você nos oferece.
   Brasil, posso desejar te ver mais justo e mais igual?
   Brasil, posso não querer investimentos milionários para a Copa
   Mas desejar ver tanto dinheiro direcionado para o seu povo? Posso?


                                                                                                       (Fernanda Muniz)

domingo, 25 de novembro de 2012

Pensar em você

  O sentimento vai crescendo e me absorvendo de tal forma que se torna inevitável não pensar em você, ou em seu sorriso, ou em seu olhar. E, aos poucos, tudo o que era apenas amizade vai se tornando algo a mais. Algo que não se explicar nem se tenta entender, apenas se sente.
   Eu me sinto completamente sem jeito ao seu lado, e a timidez cresce quando você me olha, quando recebo um sorriso seu. Sorriso este que ilumina meu dia, deixando-o ainda melhor. Sua voz começa a se tornar provocante. Não provocante no sentido sensual, mas no sentido de fazer meu corpo se portar de forma diferente. Não que eu não a ache sensual, mas é que devemos sentir mais pela alma ao invés da carne. Isso deixa tudo mais especia ainda.
  Fico calada, sempre te observando, e quase sempre sem você perceber. Já posso perceber os tipos de sorrisos e olhares que você possui. E talvez, você já saiba os meus. Não preciso saber muito sobre você, desde que eu saiba o que sinto e se você sente também.
   E ao fim de tudo, desejo te fazer que és tu o responsável pelas minhas noites em claro e és tu o responsável por muitas coisas que ainda não disse, e desejo que o amor que começa aflorar em mim é a minha melhor parte, pois é isto que te ofereço de mim, minhas melhores partes. Quero que saiba que apenas quero lhe dar um amor puro que talvez você nunca tenha conhecido, quero ser a pessoa que você ama. E ao fim de tudo, quero que saiba que apenas quero ser a pessoa que pode lhe dar tudo o que procuras, e ser somente a pessoa que você ama, e você a pessoa que eu amo.

                                                                                                               (Fernanda Muniz)

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Último dia

   Por muito tempo eu me perguntei o que eu faria se eu tivesse a escolha no meu último dia. Não é mórbido pensar nisso. Talvez seja bom para avaliar o que se tem feito da vida. O fato é que era uma pergunta sem resposta. Eu se quer havia encontrado um sentido para esta pergunta. Nunca havia imaginado que isto mudaria em segundos.
   Bastou um segundo. Bastou o instante em que nossos olhares se cruzaram mais atentos e mais de perto. Aos poucos fomos descobrindo um ao outro, e com essa proximidade descobri que podia amar novamente. E, foi tão fácil. Quase impossível resistir aquele jeito determinado e meigo, carinhoso e seco ao mesmo tempo. Seu olhar era tão dominador que não houve escapatória. Eu me apaixonei por você, mas ainda relutava. Era tão incrível e irresistível que assustava. Até que você me ensinou a cerca do acaso. E disse que nós éramos frutos do acaso. E foi assim que eu descobri que você era o acaso mais lindo da minha vida.
   Todas as imperfeições e desencontros nos uniram. Nos unimos em nossa constante falta de tempo, nossas brigas, e o fato de querermos absurdamente um ao outro. Digo absurdamente, por ser um desejo quase que incontrolável. Talvez não exista palavras para explicar, ou nós dois não precisamos de explicação para acontecer. Apenas acontecemos. E da forma mais incrível.
   Incrível mesmo era a forma que você me olhava, e me protegia quando me abraçava. A forma como eu me sentia segura em seus braços. E a forma que eu te amo.
   Bom, hoje posso falar que meu último dia seria ao seu lado. As últimas coisas que eu veria seriam a cor e o brilho dos seus olhos, e o seu sorriso, ele é tão lindo. O que eu sentiria por último seria você, e de todas as formas que eu pudesse. Ah, e claro, sentir seu aroma. Buscaria uma proximidade mais do que tínhamos, e te desejaria mais. Seria um dia perfeito. Pois em meio as brigas, o tempo escasso, pensamentos diferentes e todos fatos contra nós; para mim, todas essas coisas juntas, faz com que seja perfeito te amar.
 
                                                                                                   (Fernanda Muniz)

domingo, 11 de novembro de 2012

Querer e não querer

   Não quero mais pensar nas coisas que se foram. Cansei desses "se" que o tempo deixou. Cansei de esperar, do não sentir, do sonhar e não acontecer. Do vazio que sua ausência me deixou.
   Eu quero viver, quero sentir, quero voltar a sonhar e realizar. Quero encontrar tudo o que um dia perdi. Quero voltar a desejar, e desejo sentir tudo que se senti quando se está amando, ou no mínimo apaixonado. E, sim, são coisas diferentes. Quero ser o tudo de alguém novamente, e quero que alguém se torne meu tudo.
   Quero possuir o aroma preferido de alguém. Quero ser o desejo, o querer. Quero ser a razão pela qual se passa noites em claro, pensando ou sonhando acordado. E, voltar a sentir leve no espírito novamente. Desejar outro aroma, pois o que tanto preferi por anos, não está mais aqui.
   Quero que a próxima pessoa seja a última, e desejo ser a última dela também. Gostaria de declarar meu amor puro e singelo, ao invés de uma frieza adquirida com o tempo. E ter a mesma entrega de outrora.
   Quero tantas coisas e outras nem quero mais. O tempo não mais meu aliado, nem meu amigo. Pois a única coisa que ele deixou foi um vazio ao me tirar o que mais me importava.
   O que mais desejo é sentir meu coração bater rápido, forte novamente. Sentir minha alma falar, gritar coisas que somente aquela entenderá. Quero viver tudo novamente, se for possível.
   E quero descobrir sensações, momentos, sentimentos jamais descobertos. Na verdade, o que eu mais queria era você. E queria agora. Mas não dá. Não pode. E, sinceramente, odeio essa parte. Mas posso amar da forma mais pura, e mais sincera, e mais inteira novamente. Posso não transmitir, não passar o amor que sinto por ti a outro como uma herança, isso não seria correto, não seria digno. Mas certamente, usarei tudo o que aprendi com você. Vou descobrir tudo o que sou e o que me tornei. Descobrirei o que serei, o que quero me tornar, e com isso, descobrirei um novo alguém para ter e sentir tudo o que minha alma ainda deseja.
                                                                                                          (Fernanda Muniz)

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Para sempre

   Eu nunca havia sentido meu coração bater tão apertado e desenfreado. Nunca havia sentido meu corpo perder sua firmeza. Nunca havia sentido tantas coisas, tantos sentimentos, e tanto medo.
   Bastou pouco tempo para que eu descobrisse o tipo de pessoa que você era e o tipo de pessoa que eu queria ser por você. Não que um dia você tenha me pedido algo. Porém, quando amamos de verdade, sempre buscamos ser melhores. Quando apaixonados buscamos fazer tudo valer a pena, fazer tudo se tornar especial para quem amamos. E foi isto que eu desejei incansavelmente naquele instante.
   Jamais havia desejado tanto alguém ao meu lado. Nunca pensei que eu fosse me apaixonar assim, mas aconteceu. E como eu me sinto aliviada por acontecer, ainda mais por ter sido com você. Foi tão fácil te amar. O seu jeito encantador e doce, e, ao mesmo tempo forte, intenso facilitou tudo sempre.
   A única coisa que não foi fácil sentir: O medo. Não o medo de não vivenciar tudo o que eu desejava viver ao seu lado, mas medo de que alguém melhor aparecesse. Sei que isso sempre foi tolo, pois algo em mim tinha a certeza de que você não sairia do meu lado a menos que eu pedisse. E, eu jamais faria isso. Então... Mas esse medo foi bom. Em algumas ocasiões é bom sentir medo. Foi este sentimento que fez eu te amar mais, e fez com que você me amasse mais. O medo fez com que eu sempre quisesse cuidar e proteger. E fez com que você fizesse o mesmo.
   Seus braços se tornou meu lugar mais seguro, mais indestrutível que eu pudi achar. Seu cheiro se tornou meu aroma. Seus lábios se tornaram meus. E, pouco a pouco, pudi perceber que apenas você tem esse dom de me levar ao lugar mais lindo, a um mundo mais colorido, mais cheio de vida, que se tornou meu lugar predileto, o seu mundo. O nosso mundo. Pois não há nada se você não estiver lá.
    Será sempre assim. Eu e você. Meu eu em você e o seu em mim. Nosso amor, nosso lugar. Lembranças e momento que não se apagarão. E esse amor que sinto, será cada vez mais regado de respeito, e amizade, para que ele cresça mais e mais. Saiba que não há nenhuma pessoa que me complete, que me proteja, que me entenda, que me ame, tanto quanto você. E é isto que me faz te amar cada vez mais, para sempre. E quando o seu sempre e o meu sempre, se tornar nosso, eu te amarei ainda mais.

                                                                                                            (Fernanda Muniz)

sábado, 3 de novembro de 2012

Sonho

   Sou refém dos meus próprios sentimentos. Sou refém de mim mesma. Tudo o que há ao meu redor me aprisiona em um mundo que já não é mais meu. Um mundo que eu não quero mais, pois não há mundo se você não está.
   A cada segundo que passa, a cada dia, cada detalhe me faz lembrar o quão presente você foi em minha vida. Tudo mundo no instante, no segundo que nossos olhares se encontraram pela primeira vez. O medo impediu-me de ver o que sempre foi tão óbvio. Bastou um segundo para que meu coração tivesse a certeza de que não poderia viver sem você.
   Foi o acaso mais lindo que já vi e já vivi na minha vida. Um sentimento intenso e dominador, que me invadiu. Sim, acho que esta palavra se aplica ao caso. Invadiu cada parte do meu corpo, fazendo com que eu desejasse cada vez mais o seu corpo. Bastava você se aproximar para meu corpo ganhar vida própria, ignorando os comandos. Fica bambos, trêmulos, e falam uma linguagem que somente sua pele, seu corpo entendia. Invadiu cada pensamento meu. Fazendo-me agir feito uma criança que sorrir ao ver um sorvete ou vê o presente que tanto se desejava.
   Meus lábios diziam não te querer, mas meu corpo gritava o que o olhar conseguia sussurrar de modo que somente seus olhar pudesse entender. E sempre entendeu. Pois toda a mudança que acontecera em mim, também aconteceu em ti. Isso era notável, era real. E, de tão real e intenso era um pouco surreal. Pelo menos para mim.
   Ainda pergunto-me se tudo isto foi apenas um sonho. Um lindo sonho cujo nunca quis despertar. Um sonho que me levava para um mundo onde tudo tinha mais vida, mais cor. E, então, a saudade, que de tanta dói, faz-me lembrar que você não está mais aqui. E constato, que a dor é a única coisa que prova que nada disso foi apenas um sonho, mas que foi uma linda realidade.


                                                                                                           (Fernanda Muniz)

Não! Você não é maluco!

   Quem nunca se pegou reclamando sozinho a respeito de algo que não agradou? E o clássico falar sozinho? Você já andou falando sozinho pelas ruas, enquanto pensava em decisões que temos que tomar? Para você, que assim como eu, faz essas coisas, eu tenho uma ótima notícia. Não, você não é maluco! Cada um tem um jeito característico de se viver. E, acredite, falar sozinho não é algo tão grave. Aliás, eu acho até bom, pois nos ajuda a pensar nos nossos problemas.
   Você que briga com a pessoa amada dizendo que não quer mais vê-la. Ah! Eu sei que já fez isso. E se não fez ainda, fará, certamente. Enfim, se você já fez isso, e dois segundos depois deu meia volta e abraçou o(a) amado(a). Você também não é maluco. Você só é apaixonado demais para deixar que ele ou ela se vá por tão pouco.
   Tem o outro tipo de pessoa que é tido como maluco, os que reclamam com os computares e suas lentidões. Seja sistemas ou internet. Penso neste tipo de pessoas como os loucos da tecnologia. Viramos reféns, e a tecnologia nos enlouquece. Operadoras que nos deixa sem sinal. Torpedos que não podemos responder por falta de crédito. Internet que nos deixa na mão quando mais precisamos. Enfim. Tudo relacionado a tecnologia nos enlouquece. E não. Você não é maluco por reclamar com computadores, moldens e celulares. 
   Todos nós fazemos este tipo de coisa. Não há um que não faça. Pode até não assumir, mas faz. Então, o mundo é louco mesmo, porque devemos ser normal. Afinal o normal é tão sem sal, é tão comum. 
   Seja feliz com suas loucuras mesmo que o mundo te chame de maluco. 
   Lembre-se de que você não é maluco. Apenas não entende o nosso normal. Afinal, um pouco de anormalidade torna a vida mais fácil.

Fica a dica!

                                                                                                                    ( Fernanda Muniz)

domingo, 21 de outubro de 2012

Fases

    Fases. Como são importantes! Tudo que vivenciamos possui suas fases. Nossa vida, nossos sonhos, nossos desejos, e principalmente, nossos relacionamentos. Nossos sentimentos... são deles as fases mais prazerosas para nós.
    Cada fase tem quase que um "cheiro" característico. Quando começamos a conhecer alguém, por exemplo. Cada parte de uma conquista tem seu próprio aroma, até que o aroma preferido seja o perfume da pessoa que então passamos a amar. No começo não é nada, nunca é. Alguém pergunta se estamos gostando de alguém e sempre dizemos que não. Essa fase é uma das mais difíceis, pois temos que assumir nossos sentimentos. A próxima fase é mais prazerosa ainda. É a fase da conquista. É nesta fase que nosso coração começa a disparar, o ar parece sumir, as pernas perdem a firmeza ( quem já amou de verdade, entende o que eu digo). Então, vem a fase de poder vivenciar cada sonho que se tem, curtir cada sensação, descobrir cada sentimento. Esse é só um exemplo de como as fases são importantes. Cada passo. Apenas a "paquera", depois apenas o namoro. Sim namoro apenas. Respeitar as fases de um relacionamento, te ensina a ter respeito por você e pela pessoa que você escolheu.
    Claro que a vida também tem suas fases nada agradáveis. Mas nem por isso são prazerosas. Exemplo: quando você "sofre" para conquistar determinado sonho. Quando a vitória chega, vem o prazer e a percepção de que todo aquele "sofrimento" no final foi muito bom, pois você percebe o quanto você aprendeu e aprende a dar mais valor. É a velha história... Tudo que vem fácil vai fácil. Sem luta a vitória não tem valor. E, talvez, essa fase não nos pareça tão agradável muito menos prazerosa. Então se estás passando por algum momento assim, tenha a certeza de que lá na frente você entenderá tudo.
     Bom, não dá para falar sobre todas as fases que aprendemos. Entretanto deixo uma dica simples. Apenas viva. Viva cada sonho, cada parte de seu relacionamento, cada fase de sua vida. Sempre de forma especial e única. Viva cada fase de forma intensa e verdadeira! Apenas esta dica. Deixe que aconteça tudo no seu tempo, tudo de forma natural, mas ao mesmo tempo, não deixe de fazer aquilo que se ama! Seja você mesmo, e deixe que as fases sejam apenas fases, todas com sua importância, mas saiba que nenhuma será eterna.

                                                                                                    (Fernanda Muniz)


Pense nisso!
Fica a dica!

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Lembranças

   Estou aqui há horas, você sabia?! Claro que não! Conversar com você é apenas um delírio meu. Um desejo que é cada vez mais forte. Um desejo da minha alma.
   Disseram-me que eu devo parar de desejar certas coisas que o tempo não pode mais me permitir. Disseram-me que é hora de jogar tudo fora. Mas como se joga fora uma vida? Não sei como! Eles dizem isto por não saberem o quão difícil é para mim, ter tudo isto na mão e se quer não poder tocá-las. Dizem isto pois não saberem que quando algo vem da alma ela vive na alma. Apenas isto. Vive mesmo sem motivo. Vive mesmo sem viver.
   Aqui estão todas elas. Estou com cada uma, e tenho o que me restou de você na minha frente. E enquanto converso com minha dor, enquanto negocio forças com o meu corpo para me manter em pé a cada dia, você continua aí. Afinal, não há mais nada o que fazer não é mesmo?! 
   Disseram-me que devo deixar você ir embora, que devo deixar tudo aqui com você. Entretanto, não estou pronta para fazer isto. Nunca estive. Não sei de que forma posso fazer isto. É tudo tão forte e tão intenso, tão real. Que fazer isto seria deixar que a dor me esmague.
   O silêncio se tornou meu melhor amigo. Tenho conversado todos os dias com ele desde que... Ele sempre me escuta. Mas nem ele é capaz de diminuir este vazio.
   Então me diga! Como posso enterrar nossas lembranças se elas são minha herança. São tudo o que me restou. Nossos sonhos, palavras, gestos... tudo? Como posso te entregar tudo o que me manter forte e viva? Como posso esquecer nossas lembranças se nem mesmo esqueci de você?


                                                                                                              (Fernanda Muniz)

sábado, 22 de setembro de 2012

Acaso

   Cada encontro tem em si uma característica marcante. Deixa-nos sua essência. Essência esta sentida em cada encontro. A sensibilidade, a amargura ou doçura nas palavras.
   Muitos pensam a cerca do acaso. E sempre se perguntam se TUDO é ou não por acaso. Aquele amor que começou por acaso, aquela amizade que começou enquanto você esperava por alguém, ou apenas aquela conversa saudável fora de hora que te prende ali por horas. Tudo ao acaso. Mas o que seria o acaso? O que significaria isto de fato?
   Muitos podem dizer: Ah! O acaso é apenas o que acontece sem planejamento. Outros dirão: Não existe o acaso. É destino. E, terão uns que irão se referir ao acaso como uma das formas de Deus trabalhar em nossas vidas. Não vou me prender em conceitos, e sim aos fatos.
   Se um dia, conseguirmos esquecer por um segundo toda a correria de nossas jornadas e nos voltássemos para cada acontecimento nos nossos dias, cada encontro, cada conversa, cada gesto, sem dúvida estaríamos melhores. Estaríamos melhores?! Não! Melhor! Seríamos pessoas melhores. Pois há sempre muito a aprender, e jamais conseguiremos aprender nossas lições se estivermos o tempo todo voltado para a rotina, muitas das vezes sufocante, que temos.
   Pense na conversa que você teve com alguém. Já parou para observar, e somente isto, observar? Observar gestos e comportamentos. Alguma vez, você rolou no chão brincando com seu primo(a), filho(a), sobrinho(a)? Quando foi a última vez que você ouviu as experiências que um idoso tem para nos passar? Qual foi a última vez que você somente escutou?
   Tudo isto o acaso pode te oferecer. Se renda a quem você deve ser perante a retidão dos valores familiares. O acaso é uma das muitas formas usadas por Deus para nos ensinar, nos mostrar o quanto estamos distantes de outros ser humanos por conta de rotina.
   O acaso é tudo que desejamos intimamente mas somos impedidos de realizar pela falta de tempo, ou pela própria displicência. O acaso é um momento de trocar. Trocar ideias, pensamentos. É um momento em que devemos ouvir mais do que falar, e aprender mais do que ensinar.
   O acaso é uma escola. Onde se aprende que um idoso tem muito mais experiência que nós, mas que isto não significa que um jovem também não a tenha. Onde se aprende que as crianças são os seres mais sinceros e puros, o que não significa que não haja adultos assim. Onde se aprende a ser mais humano, mais sentimentos e menos amargura.

Pense nisso!
Fica a dica!

                                                                                                                       (Fernanda Muniz)


quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Despedida

      Você se foi e eu nem pude dizer nada a você. Fomos impedidos. Aliás, a vida me impediu de simplesmente viver o que de fato meu coração desejava. Eu queria dizer o quanto eu te amo e o quanto sinto sua falta. O quanto necessito de você aqui do meu lado, pois sem você eu não sei o que fazer, eu me sinto completamente perdida. Queria dizer o quanto você me fez feliz, e o quanto me senti amada por você.
       Nosso amor era tudo o que eu tinha de mais belo e a única coisa que tenho agora. Não me resta mais nada além de lembranças. Lembranças de nossos momentos, lembranças de nossas juras de amor, lembranças dos nossos planos e sonhos. Valiosas lembranças.
      Ver você partir não foi o mais difícil para mim, afinal a única ideia que me sufocava era o fato de eu não mais poder viver. Pois sem você do meu lado para dividir momentos, sonhos, pensamentos, não era viver e sim apenas existir. Sim existir. Apenas isso. A ideia de não poder mais olhar em seus olhos e dizer o quanto te amo me mata. Estou morrendo um pouco a cada dia sem você aqui.
      Um dia no futuro distante, quem sabe, nos encontraremos e talvez a vida nos ofereça uma nova oportunidade de viver exatamente de onde paramos. Quem sabe, não tenhamos o privilégio de sermos felizes juntos e retomar cada sonho, cada desejo que ocultamos em todo esse tempo que passamos separados.
      Você se foi e levou tudo de mim com você. Não restou se quer palavras. Palavras para definir o quanto você me completou, o quanto eu te amei e amo, o quanto me senti amada por ti, o quanto fui feliz ao seu lado. Só me restou sentir. Sentir saudades, sentir você em todas as coisas que eu faço, em todo lugar que eu olhe, sentir seu amor mesmo que você não esteja aqui comigo agora.
       Eu te amo mesmo que tenha se passado tanto tempo. Eu te amo por ter existido em minha vida, e por ter me apresentado sensações que jamais vou esquecer. Eu te amo por ter sido meu anjo. Ah, meu doce e eterno amor, eu te amo por tantas coisas, sobretudo por ter se tornado parte de mim durante o tempo que passamos juntos. Tempo que jamais esquecerei, pois você era e é tudo o que exatamente eu sempre quis.
             Com amor,...

                                                                                                           (Fernanda Muniz)

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Aprendendo com a dor

       Há quem diga que não se há nada para se aprender com a dor, pois a dor não é boa. Há quem diga que a dor é boa pois nos faz crescer como ser humanos, passando por ela ficamos ainda mais fortes. Complicado isso, né?! Como a dor pode ser boa? E por que não se há nada para aprender com ela se aprendemos de tudo em todas as situações na vida?
        Recentemente, eu sofri uma perda. E através dessa perda, durante todo o sofrimento que tive, eu percebi outras coisas que também me fizeram sofrer. Mas pudi aprender um pouco mais a viver com tudo o que passei. Pudi perceber erros meus e acertos também. É assim que se pode aprender com a dor.
        Entretanto, a dor pode te levar a uma depressão por exemplo. E isto é muito perigoso. É neste instante que pensamos o quanto a dor é desnecessária. E eu cheguei nesse ponto também.
        Aprenda uma coisa querido(a), se alguém não te dá o devido valor, então não dê valor. Sabe aquela história de dar atenção a quem te trata como prioridade? É isso mesmo. Quem te trata como opção, quem te procura somente diante de necessidades, não merece nem sua amizade nem sua preocupação muito menos sem amor. Não estou falando em odiar a pessoa. Até porque isso não agrada a Deus. Estou dizendo, afirmando sem medo de errar, que você deve deixar pessoas assim por último em sua lista de prioridades. Você tem que vir em primeiro lugar, claro que nunca sendo egoísta.
        Se uma pessoa que você ama muito te deixou ou infelizmente faleceu, pode ter certeza de que sua vida não pode parar. Sei que quando isso acontece ficamos fracos, sem vontades, sem desejos. Mas, sim, a vida tem que seguir. É a velha história de não deixar o show acabar, pois só vai acabar no seu tempo certo.
        Não caia "no papo" de que há perdas que iremos sentir menos, ou que seja mais fácil de se aceitar. Perdas são perdas. Dói e vai doer sempre. E, por mais louco que seja, você deve sim sofrer o tempo que for necessário para que se aprenda a lidar com a perda. Ou isto te perseguirá eternamente.
       Seja qual for a perda, qual for o momento, Deus sempre irá colocar pessoas na sua vida para te ajudar, te apoiar. E aí vai do mais íntimo ao desconhecido. Sim, porque em muitos casos, o apoio vem de onde menos se espera. Mesmo que você não acredite em Deus, mesmo que você pense que tudo isto é besteira, Ele sempre estará do seu lado, enviando pessoas que te façam acreditar que enquanto você tiver fôlego deve-se lutar por si mesmo. Sempre haverá situações que te fará lembrar da pessoa que se foi ou de uma determinada situação difícil que você tenha passado. Em contra partida, sempre haverá pessoas do seu lado loucos por um sorriso seu, pessoas que te faça desejar e sonhar com tudo o que você sempre quis mas nunca teve coragem de realizar.
        Lembre-se, a vida é muito curta porém muito especial. Só se vive uma vez. Então desfrute de cada sentimento que a vida te oferece. Curta cada pessoa que ela te dá. E lembre-se acima de tudo, a frieza torna uma pessoa vazia.
                                                                                                                                                                                                                  
Pense nisso!
Fica a dica!
                                                                                                              ( Fernanda Muniz)

domingo, 8 de julho de 2012

Surpresas

       E de tanto perder, de tanto sofrer, vem a decisão de apenas se fechar para o mundo e viver dentro de uma espécie de cúpula. Uma espécie de proteção. Um muro que separa o mundo real do mundo que se criou.
      Um belo dia, seguindo uma vida tranquila, dentro da normalidade se é que isto existe, se percebe a presença de alguém tentando pular este muro, tentando quebrar toda aquela proteção que se foi criada. Você se defende o tempo todo, mas ela nunca desiste. Não desiste de te mostrar que aquela proteção é totalmente desnecessária. Você se faz o mais forte que pode, até que chega um momento que se entrega.
      Essa pessoa então começa a mudar seu mundo, até que te domina, te conquista. Mostrando todos os sentimentos esquecidos outrora. Todos os sonhos e desejos que haviam sido guardados em uma caixa de recordações.
      Surpresa! Você está completamente apaixonado. Envolto em um mar de sentimentos e sensações. Mar este, que de tão esquecido, parece estranho. Você não sabe o que fazer nem como reagir. Apenas sabe que  deve deixar esse mar te levar a lugares tranquilos e lindos. Vistos outrora, mas dessa vez de uma forma diferente. Uma forma intensa. Nesse instante se descobre que o amor, pode existir mais de uma vez, e sempre existirá e viverá de formas diferentes, com intensidades mas sempre verdadeiramente nos trazendo a felicidade.



                                                                                                              (Fernanda Muniz)

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Marcas

           Cada história que se vive, deixa uma marca característica. Cada sentimento que descobrimos. A cada relacionamento crescemos como ser humanos e ainda sim, conseguimos perder um pouco mais de nós.
            Ora, deixamos de acreditar em alguém ou em algum sentimento. Deixamos de acreditar em determinadas situações, deixamos tanta coisa e às vezes por tão pouco. Coisas da vida.
            Chega um ponto em que você tem medo de se envolver por sentir que talvez não estejamos mais prontos para nos envolver e simplesmente acreditar novamente. Sabemos que devemos e que temos o direito mas as marcas deixadas em outrora quase nos impõe um sentimento assustador que nos faz agir como covardes, o medo.
              Depois de se ter vivido uma bela história de amor que chegou ao fim por alguma circunstância, pensamos em apenas "viver a vida" sem envolvimentos. O que é um erro. Entretanto o que seria do ser humano sem o erro? O que não nos isenta do erro por não desejar viver uma nova história.
              Quer dizer, não é que não se quer viver, ou que se tenha medo de esquecer as lembranças e os sentimentos vividos antes. Só há um receio por saber que nenhuma história será como aquela de outrora. Sabemos que sentimos por aquela pessoa jamais será igual ao sentimento que possa aparecer por outra pessoa. Não se sente pronto para se acreditar, não se sente pronta para se entregar. Não é medo de confiar em alguém, é uma forma de proteção para que não se sofra por viver, amar novamente, sentir vivo novamente e depois perder tudo novamente. Mas não há outro caminho. Não há outra escolha a ser feita, a não ser se sujeitar as surpresas do amor, e apenas mas não simplesmente, viver uma nova história.
               Não chore! Sorria! Não desista! Sonhe os mais belos e puros sonhos! Não fuja do amor! Viva o que ele pode te oferecer! Seja feliz de forma intensa e completa. Ignore as marcas deixadas por histórias antigas, mesmo que doa, mesmo que você tenha medo. Lute sempre. E se não der certo, tente novamente. Não perca o brilho no olhar por nada, pois ele é a janela da alma. Viva intensamente cada história com o melhor que se há para viver. Viva cada amor de forma intensa e sublime, como se ele nunca deixasse marcas.

                                                                                                      (Fernanda Muniz)

terça-feira, 19 de junho de 2012

Moda

      O mundo está às avessas. Isto vem acontecendo há tanto tempo mas ainda sim me surpreendo negativamente com os acontecimentos que me cercam.
      Vivemos em uma sociedade corrompida, suja, hipócrita. Vivemos em uma sociedade que faz tudo uma moda. É moda ser torcedor de um clube, é moda ser prostituta, é moda ser homossexual [não que eu tenha algo contra quem é, mas se você quer ser, que seja por uma opção sua e não por moda], é moda agir e se vestir como uma "periguete", é moda ser canalha, corrupto, ladrão, virou moda o homem não respeitar mais as mulheres, as mulheres por sua vez não se dão mais o valor.
      Vivemos em uma sociedade que se torna comum o filho desrespeitar os pais, ou até baterem ou matar. Os pais espancarem seus filhos, ou matá-los. Virou rotina assistir nos noticiários que esposas matam por dinheiro, maridos matam por dinheiro, adultos violentam crianças, crianças morrem no tráfico ou mendigam um pouco de atenção dos senhores governantes enquanto morrem de fome. E morrer aqui não é sentido figurado.
      Enquanto isso no Planalto, os parlamentares decidem o piso salarial deles, ou as férias de 3 meses que estão atrasadas. Decidem para onde vão as nossas custas. Zombam do povo brasileiro, que trabalham quase o inteiro para perder seus salários para pagar tributos.
     Enquanto o país vira de pernas para o ar, somos roubados dia após dia. Por todos os lados, e por todos que deveriam cuidar dos interesses do povo para o povo, e não o interesse deles para eles.
     Desculpem, mas enquanto tais coisas forem moda, jamais sentirei orgulho em ser brasileira. O dia em que nossas crianças tiverem uma educação que seja no mínimo descente, e nós trabalhadores tivermos uma condição mais dignas nos postos de saúde, tivermos mais acesso sem restrições a alimentação em geral... Aí eu direi que começo a ter orgulho do país onde vivo.


                                                                                                           ( Fernanda Muniz)

domingo, 10 de junho de 2012

Basta!

        Existem situações que temos que dar um BASTA. Sim, é essa palavra que define nossos sentimentos quando nos vemos de certa forma até oprimidos por alguma pessoa que insiste em dar palpites. Não há mais nada que estressante quando há pessoas assim do nosso lado.
        O tempo passa, e cada vez mais nos sentimos sufocados. Sufocados por ouvir as mesmas ladainhas de sempre, e vendo as mesmas cenas de sempre. Pessoas dizem o tempo todo nos conhecer, mas apenas sabem nosso nome, nosso endereço, onde trabalhamos. Enfim, nada que define o grau de conhecimento. Porque nos conhecer é saber o que realmente gostamos ou não e respeitar. É saber nossos desejos e respeitá-los. É entender nossos momentos e ainda sim, estar ao nosso lado para nos apoiar. É nos ajudar sem nos julgar, apenas entender. E dar conselhos, claro. Nos dizer sim quando estamos errados. Mas nunca ultrapassar limites e querer tomar decisões por nós.
        BASTA! O controle da vida é nosso. As escolhas são todas nossas, e porque não as consequências também. Afinal, são nas dificuldades que nos fortalecemos cada vez mais. É, em muitas situações, que transformamos lágrimas em rochas. Nossas fraquezas em forças. Nenhuma situação pode ter poder para definir quem somos, isso cabe somente a nós.
        Falar, julgar, criticar, qualquer um pode fazer. Mas tomar para si todas as criticas sem fundamentos, os julgamentos ruins, é escolha nossa. Aceitar que nós somos o que falam é de nossa inteira responsabilidade. Pense sempre que não é o que falam de nós que diz quem somos e sim o realmente somos. Sim, o que somos. Somos um poço de dúvidas, de sede por conhecimento, desejo intenso em descobrir novos sentimentos e sensações. Somos uma mistura de sentimentos intensos com desejos quase impulsivos. Somos o que somos e absolutamente ninguém irá mudar isso.
        Quem quiser falar, que fale. Quem quiser julgar, que julgue. Isto não fará diferença. Mesmo que nos machuque, seremos fortes e faremos nossas vontades. Lutaremos até o fim por nós e por tudo o que acreditamos!
                                                                                                     (Fernanda Muniz)

sábado, 2 de junho de 2012

Um encontro nada por acaso acontecera naquela noite



                Dois jovens se esbarram em uma festa. Sem nada a dizer, eles apenas se olham durante alguns segundos e depois se afastam.  Aqueles segundos foram o suficiente para se tornarem eternos nas lembranças de cada um.
                Passado alguns dias, eles se encontram novamente. No entanto, dessa vez foram apresentados por um amigo em comum. Ao toque das mãos em um cumprimento simples, novamente os olhares se cruzam de forma mais intensa. Ali era exatamente o começo.
                Algumas semanas depois, eles voltam a se encontrar. Dessa vez ele cria coragem para iniciar uma conversa.
Ele: Tudo bem?
Ela: Tudo e com você?
Ele: Melhor agora. E antes que diga algo, estou sendo sincero.
Ela: Eu nem pensei ...em falar nada...quer dizer...por que sincero?
Ele: Por que eu queria ver você. Saber como você está?
                Ela nada respondeu e apenas o olhou por alguns minutos.
Ele: O que foi?
Ela: Nada. Só estou pensando.
Ele: Eu digo que queria saber como você está e você apenas fica em silêncio.
Ela: Estava pensando por que o interesse todo. Nos conhecemos há poucas semanas.
Ele: Você está nervosa? Está tremendo. Posso sentir daqui.
Ela: Nervosa eu? Não. E você não respondeu minha pergunta.
Ele: O interesse se resume ao fato de eu estar apaixonado. A cada dia que passa eu estou mais apaixonado.
Ela: Espero que ela te faça feliz.
Ele: Tenho certeza de que você me fará feliz. É só você me dar a oportunidade de te fazer feliz. Quero ser seu o resto da minha vida.
Ela: A gente se conhece tão pouco...mas...
Ele: Eu sei que você me ama. Do contrário, seu corpo não tremeria cada vez que chego mais perto de você. Eu te amo. E nos conhecemos tempo suficiente.
Ela: Eu te amo e quero ser sua o resto da vida.
                Os dois começaram uma relação linda. Cumplicidade, amizade, respeito, carinho, companheirismo. Tudo parecia perfeito para eles e com eles. Mesmo com as brigas, porque todo casal briga. É a chamada convivência. Entretanto, mesmo com a distância em alguns momentos, com as brigas, a sensação que se tinha era que não havia nada que se pudesse fazer para separá-los. Eles haviam sido feitos um para o outro.
                Juntos viveram uma linda história de amor. Ambos eram o grande amor de cada um. Juntos desfrutaram de grandes e marcantes momentos. Todos sempre muito intensos. Cada detalhe guardado com muito amor e respeito por cada um.
                O final dessa história nunca poderá ser escrito. Sabe por que?
                Porque um grande amor jamais tem fim.

                                                                                                       ( Fernanda Muniz)

sábado, 5 de maio de 2012

Sentimentos


           Sentimentos... A quem confiar nossos sentimentos? Como saber em quem podemos confiar? E o mais difícil, como agir quando confiamos e nos ferimos?
            Há sentimentos que faz bem, outros nem tanto. Uns nos remete a um mundo reflexivo, outros a um mundo nostálgico, outros há mundo de intensas alegrias. Entretanto existem alguns sentimentos que temos medo de demonstrar.
            A esse danado do medo. Sempre se fazendo presente em nossas vidas, só para nos confundir e fazer com que nos acovardemos diante de determinadas situações. Ele é tão persistente que chega a ser chato.
            Para muitos, os sentimentos mais simples são bobos. Como se fosse besteira amar, sonhar, desejar... Os mais sensíveis se derrete, os mais fortes lutam contra, e existem aqueles que conseguem ser o meio termo, lutam até não ter mais forças, mas quando se entregam é de corpo e alma e para sempre, até que o para sempre acabe.
            Ao longo da vida, sentimos os mais variados sentimentos. Amor, alguns desprezo, alguns raiva, mágoa, tristeza...
            Amor. Amar é querer estar junto mesmo quando a distância separa. É que desejar sempre a pessoa ao nosso lado. É querer ter razão e ainda sim admitir o erro mesmo quando se está certo, apenas por querer evitar discussões. É querer fazer de tudo um pouco para arrancar um sorriso quando existe a vontade de chorar. É sentir o próprio corpo tremer ao sentir o calor da pele da pessoa, sentir o coração disparar de tal forma que faz parecer que o mesmo vai sair pela boca. É desejar que o dia termine para que se sinta o cheiro, o calor, os carinhos da pessoa amada.
            Desprezo. Um dos mais cruéis sentimentos. É um sentimento que sempre nos dá a sensação de nunca sermos bons o suficiente para determinada pessoa. É cruel o suficiente para ir te martirizando pouco a pouco, a fim de te matar aos pouco. Matar seus desejos, seus sonhos, seus sentimentos.
            Raiva. Perceba que a raiva é totalmente diferente de ódio. O ódio é ter raiva e por conta disso querer fazer o mal a uma determinada pessoa. A raiva é mais branda. É sentir-se totalmente frustrado, indignado por uma determinada situação. Mais ainda sim, não se deseja fazer o mal. Apenas se passa a ser indiferente, sem desprezar.
            Tristeza. Quem nunca ficou triste não sabe o que é amar, o que é sonhar e não conseguir realizar. Quando tristes ficamos pensativos, calados, ora choramos ora lutamos contra nós mesmos para que nenhuma lágrima caia. Perdemos a alegria por alguns instantes, perdemos o interesse nas palavras, e no que antes nos fazia sorrir. Passamos a desejar apenas algum carinho de uma pessoa amiga, seja quem for desde que seja amiga próxima. Em algumas situações a tristeza nos traz surpresa. Pois em determinadas situações, o apoio desejado e esperado, vem de onde menos esperamos.
            Seja como for. Seja qual for. Sentimento é o que nos torna vivo. Sentimentos são todas as sensações que nos mantém firmes, mesmo que fiquemos desmotivados, desestruturados quando desiludidos ou apenas tristes.
            Seja qual for o seu momento, sinta ao máximo todo e qualquer sentimento. Se entregue, arrisque-se. Se tiver que chorar, chore, se tiver que sorrir, sorria, se tiver que amar. Descubra e viva intensamente todas as sensações que chegar até você. Apenas sinta. Apenas viva.

Pense nisso!
Fica a dica!

                                                                                                          (Fernanda Muniz) 
           

sábado, 28 de abril de 2012

Felicidade


         Do que é feito a felicidade? Como encontrar a felicidade completa? Ela existe? São perguntas que sempre vem em nossas mentes quando este é o assunto. Sempre achamos que por termos problemas ou por algumas situações não terem saído como esperamos, não existe a tal felicidade. E muitos acabam frustrados por isto.
         Na verdade, a felicidade sempre existiu e sempre existirá. O problema dela não ser encontrada por muitos está no fato de se procurar no lugar errado. Sempre a procuramos tão longe enquanto ela sempre esteve tão perto. Muitos a procuram em carros de luxo, belas mansões, em riquezas. Não estou dizendo que a felicidade está na pobreza, e sim que está em coisas simples. Como sorrir com alguma criança, dedicar algum tempo livre para algum familiar, ou apenas conversar com amigos, e novamente sorrir.
         A felicidade está em coisas tão simples, tão pequena que nos acontece que sempre passa a despercebida por nós. É tudo tão simples que de tão simples complicamos.
         Em nada adianta, ter mansões, carros do ano e o mais simples nos falta. Amor. Amor dos nossos familiares e amigos, amor dos filhos e dos pais, amor do próximo, que mesmo conhecendo pouco de nós, sempre nos ajuda. Em nada adianta ter tantas riquezas passageiras se não se tem a riqueza eterna, que é o amor e respeito de quem amamos. Fazer o que amamos para pessoas que amamos. Trabalhar naquilo que nos faz bem e não por dinheiro. Chorar, só se for de tanto sorrir.
         Sorria mais, ame mais. E se por alguma razão, você chorar por alguém, levante a cabeça, enxugue as lágrimas e sorria novamente. Pois somente o sorriso é capaz de adoçar qualquer palavra que você venha a dizer.






Pense nisto!
Fica a dica!


                                                                  (Fernanda Muniz)

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Do que é feito o amor?


            Ainda me pergunto do que é feito o amor. Talvez eu até saiba que o amor é feito de confiança, de emoções que ainda não estamos aptos a entender. Pois bem! Será que existe alguma forma de se entender, não o sentimento em si mas a pessoa que está ao nosso lado.
            Ora, se você ama de verdade e essa pessoa é “de um mundo diferente”, você logo pensa que não vai dar certo e que é algo impossível. Mas quando a pessoa te ama de verdade, quando ela te deseja sempre ao lado dela, ela começa a mudar não porque você quer ou pediu. Mas sim porque ela te ama tanto que deseja ser alguém melhor para que você sempre se orgulhe de tê-la ao seu lado. E vice-versa.
            O fato é que hoje em dia, as pessoas dizem amar com tanta facilidade que se formos fracos somos fatalmente conduzidos a um erro que nos marcará para sempre. Isto porque escolhas erradas nos trazem consequências pesadas.
            A pessoa diz te amar, se mostra atenciosa, carinhosa. Mostram-se de um jeito e depois de cansarem de brincar com seus sentimentos, vão embora sem se importarem com o que ficou para traz. Não estou querendo dizer que não devemos ser levados pela emoção. Estou dizendo que antes de deixar que a emoção conduza nossos passos, se é que posso dizer assim, temos que ser racionais e ter certeza, se é que temos a absoluta certeza de que podemos confiar plenamente em alguém, de a pessoa está sendo no mínimo sincera.
            O amor está sendo esquecido em sua verdadeira essência. Amar em nada se compara com o que está sendo propagado ou vivido por alguns. Amar é um sentimento puro, que de tão puro chega a ser surreal. O amor, em sua essência, é se entregar sem medo. É ter a certeza de que a pessoa amada terá o mesmo zelo por você do que você tem por ela. É querer mudar, mesmo sem ela pedir, apenas para ser melhor a cada dia para que ela sinta orgulho e com isso, te ame ainda mais.
            Quando se ama alguém, se senti o mundo mudar só em olhar para ele(a). O corpo treme, a voz some, as pernas parecem duas gelatinas de tão bambas, os olhos brilham ainda mais quando se cruzam. Perde-se o fôlego quando se vê a pessoa amada vindo em nossa direção. Até que a falta de fôlego dá lugar a um belo sorriso.
            Quando dois corpos apaixonados se aproximam, é um momento quase que sublime. O coração bate tão rápido que é perceptível. Aliás, tudo fica mais amostra. O calor do corpo, a batida mais forte e mais acelerada do coração, a respiração apressada. Até que finalmente, os lábios se tocam.
            Essa é a experiência mais marcante na vida de cada um, e passa sempre despercebida a ponto de ser quase esquecida. De ser banalizada por muitos.
            Não deixe de viver tais momentos por uma aventura. Aventuras não levam ninguém a lugar nenhum.
 
Fica a dica!
                                                                                                      ( Fernanda Muniz)

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Descobertas

           Assim como as sensações, as descobertas também são rios que deságuam num mar chamado amor.
            Toda e qualquer descobertas são mágicas, marcantes. Remetem-nos a um mundo que nos fascina cada vez mais. Ficamos feitos bobos descobrindo novas sensações, sonhos, sentimentos, momentos.
            Todas elas são prazerosas, até mesmo as ruins. Pois, no fim se descobre que o que não deu certo era apenas para não acontecer, e todo o momento de dor foi apenas uma preparação para ficarmos ainda mais fortes. E o que deu certo é uma espécie de recompensa por ter sido firme quando necessário. Entretanto as melhores descobertas são aquelas que são feitas ao lado da pessoa que amamos.
            Quando estamos ao lado da pessoa amamos percebemos cada detalhe nela. Observamos a forma de olhar, o sorriso, o andar, o respirar, o corpo, exatamente tudo. Estudamos cada detalhe. E a cada descoberta, surge uma mais marcante. Que a cada descoberta você fica mais envolvido, mais apaixonado, o amor simplesmente cresce.
            Descobrimos o ponto fraco. O modo de fazer sorrir quando se quer chorar. O modo de se fazer ficar calmo quando se quer quebrar o mundo. Descobrimos o modo de se fazer relaxar quando se está estressado.
            E no instante que deixamos o sentimento falar mais alto, nós descobrimos que sempre, em qualquer ocasião, um olhar fala por si só. Fala muito mais alto e claro do que qualquer palavra. E em cada olhar, fazemos a descoberta que palavras são facilmente levadas pelo vento, entretanto as ações e os olhares, sobretudo o olhar, ficam eternamente guardados em lugar que somente nós saberemos.


                                                                                                           (Fernanda Muniz)

quarta-feira, 28 de março de 2012

Sensações

            Aquela sensação maravilhosa de se poder sorrir mesmo sem ter um motivo certo.
            A sensação que só você e a outra pessoa entendem ao sentir o perfume. Pois ninguém sabe como pode sentir a mesma fragrância e saber, ter certeza de que é a pessoa que amamos.
            A sensação de que toda a sua procura pela pessoa certa chegou ao fim.
            Sentir o coração disparar ao olhar para a pessoa amada. Corpo estremecer ao sentir o calor da outra. Sentir um friozinho no estomago quando a pessoa se aproximar ou em apenas sentir ao cheiro da pessoa amada.
            Ter a sensação de se estar sempre sonhando, não importa onde ou quando. E quando se está junto ter a sensação de que nada mais importa ou existe.
            Ter a sensação de sentir o tempo parar ao toque dos lábios, coração batendo apressado. Sentir que se está conhecendo um novo mundo ao se perder no mundo que se descortina nos olhos de quem amamos.
            Ter a sensação de estar sempre descobrindo algo novo em cada toque, cada conversa, em cada declaração, desejo, em cada plano e sonho. Cada momento junto.
            Aquela sensação de querer estar perto por apenas amar a companhia, de querer fazer coisas que se gosta para a pessoa amada pelo simples prazer em agradar, pois quando se ama de fato, ao agradar a pessoa que se ama nos agradamos também. Pois descobrimos que nós somos o motivo do sorriso dela.
            Olhar sempre a pessoa amada e ter a sensação de que já a conhece mas ao conversar se percebe que nunca se viram e aí entende que pode de fato ser algo sobrenatural, algo de Deus. Aí você passa entender o que as pessoas querem dizer quando falam de alma gêmea.
            As sensações são uma soma que resulta na felicidade completa. Todas as sensações são pequenos oceanos que deságuam num mar, um mar chamado amor.


(Fernanda Muniz)

quarta-feira, 7 de março de 2012

Uma história, eternas lembranças

        Uma pessoa aparece em seu caminho, em um momento que você se encontra frágil, te encantando e tranqüilizando com um sorriso, com brincadeiras sobre fisionomia, cabelo, olhar. Ela consegue te mostrar que é possível sorrir mesmo quando se quer chorar. Com ela você descobre um mundo que você não sabia que ainda existia.
        Sem esperar, você descobre um sentimento que faz sentir viva. Que te faz respirar aliviada. Faz você desejar e sonhar com coisas nunca sonhadas antes.
        Em pouco tempo essa pessoa se torna seu grande amor. Dizem que todos nós temos dois tipos de amores que jamais esqueceremos. O amor de nossa vida. Aquele que nos completa de uma maneira surreal, nos domina, nos uni em todas as circunstâncias. Faz-nos sonhar com intensidades jamais sentidas antes. E tem o famoso amor proibido. Proibido não do sentido de ser errado, mas no sentido de simplesmente não poder acontecer. Pessoas de duas crenças diferentes ou de costumes diferentes por exemplo.
        De todos os amores, o que mais marca é justamente o proibido. Pois por mais que o tempo passe, sempre se pensará se daria certo.  As lembranças sempre vêm à memória e quase sempre em horas impróprias. As lágrimas rolam, o pensamento te leva para longe.
        As perguntas ficam e chegam a martirizar. Pois sempre se questiona, como pode duas pessoas se amar tanto e sem obrigadas a escolher ficarem longe, ao invés de simplesmente viverem todos os momentos sonhados antes. E as lágrimas correm e a dor vem à tona.      
Mesmo com a dor, o lugar para onde o pensamento nos leva é mais calmo, mais real, e chega a ser mais aconchegante do que o lugar que vivemos. Pois a dor se torna a única certeza de que realmente vivemos aquela história de amor.

                                                            (Fernanda Muniz)

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Um dia...

Ele: Você está linda! Às vezes me pergunto como seria passar um dia sem te ver, e fico louco com a hipótese de não te ver, não te sentir.
Ela: Eu não consigo nem pensar nisto. Só de pensar sinto que vou desabar. Melhor não pensarmos nisso. Eu te amo.
Ele: Você tem razão. Desculpa-me amor. Não iria a nenhum lugar que você não estivesse.
Ela: E, eu não viveria em um mundo que você não vivesse.

         Anos mais tarde:

Ele: Não podemos mais ficar juntos.
Ela (em prantos): Não acredito no que estou ouvindo. É mentira né?!
Ele: Não.
Ela: Então diz que você não me ama mais.
Ele: Eu não te amo mais.
Ela (chorando muito): Não vou suportar te perder.
Ele (segurando as lágrimas): Promete que vai se cuidar sem mim?
Ela: Como pode me pedir isso?

                   Ele então se afasta e se vai. Ela ficou arrasada por vários dias, até que uma amiga em comum do casal revelou o real motivo. Ela então resolve agir e correr atrás dos dias perdidos.

Ela: Eu sei por que você terminou comigo. Eu sei que é mentira. Que você me ama.
Ele: E por que terminei?
Ela: Para tentar me proteger de um dia te perder de vez.
Ele: Como descobriu?
Ela: Não importa. Eu te amo demais para viver sem você, e mais ainda para te deixar viver sozinho nesses dias difíceis.
Ele: Você já tem problemas demais para se preocupar com uma pessoa que tem...
Ela: Pode parar. Eu te amo e vou ficar com você até o fim.
Ele: E como sabe que ainda te amo?
Ela: Simples. Essa foi à única vez que não olhou em meus olhos.

                   As coisas foram ficando piores com o tempo. Entretanto, eles continuaram unidos. Não importasse quando estavam cansados ou debilitados.
Ele: Amor vai descansar. Eu estou bem.
Ela: Vou ficar aqui com você. Não há nada mais importante para mim. Quero aproveitar cada instante, e te dar todo carinho que eu puder.
Ele: Você sempre me deu, amor! Não sei o que seria de mim sem você.
Ela: Você não ficar sem mim. Sempre até o fim. Lembra?
Ele: Sim. Você vem ficar comigo no final de semana?
Ela: Sua família virá. É melhor você ficar com eles. Afinal, eles vêm de longe. E se eu ficar aqui, você irá curtir seus familiares. E eu não quero atrapalhar nada. Então...
Ele: Amor! Estamos juntos há tantos anos. Como pode pensar que está atrapalhando? rs
Ela: Mesmo assim. É um momento seu. Um momento familiar.
Ele: Então está bem! Mas quero que você aproveite para descansar. E prometo estar aqui na segunda. Lindo, esperando por você.
Ela: Promete mesmo? Você é convencido, mas tenho que concordar, você é lindo.
Ele: Claro que prometo. E quero que saiba que você fez toda minha vida valer à pena. Eu te amo, e enquanto houver carne vou amar você. Você foi, é e sempre será minha princesa, minha rainha. Eu sempre estarei com você.
Ela (chorando): Eu venho bem cedinho. Eu te amo mais do que tudo amor. Sempre vou amar você. Você sempre será meu eterno amor, meu príncipe, meu rei. Você sempre será minha vida.
Ele (chorando): Desculpa por todas as lágrimas que fiz você derramar.
Ela: Isto está parecendo uma despedida. E eu sei que você vai estar aqui na segunda. Agora eu tenho que ir para casa. Está muito tarde. Até segunda meu amor.
Ele: Até amor. Eu vou te esperar para tomarmos café juntos. Um dia ainda se lembrará dessas palavras e esse momento.

                   E os dois selaram aquela despedida com um beijo longo e carinhoso. Na segunda pelo começo da manhã, a mãe dela se queixa de dor no peito e a pede para levá-la ao hospital. Certa de que ele a estaria esperando, ela foi com sua mãe.  Horas mais tarde, seu celular toma.

Sogro: Oi minha linda! Como você está?
Ela: Estou bem. E o senhor? O que houve?
Sogro (segurando o choro): Descansou? Onde você está?
Ela: Sim. Estou com minha mãe em um hospital. O que aconteceu com ele?
Sogro: Ele passou mal nessa madrugada. Ele faleceu. Perdemos nosso príncipe.
Ela (chorando muito): Não! Ele me prometeu que esperaria. Que tomaríamos café juntos. Não é justo. Ele me prometeu.
Sogro: Eu lamento. Lamento demais. Ele era tudo para mim. O enterro será agora de manhã às 11h00min.
Ela: Como vou deixar minha mãe aqui sozinha? Não sei o que fazer! Não sinto nem minhas pernas.
Sogro: Filha fica com sua mãe. Não sai daí. Depois eu te levo no local.
Ela: Está bem. Mas eu prometi que estaria até o final e não vou cumprir.
Sogro: O que você fez por ele foi a maior prova de amor que você poderia dar. E você esteve ao lado dele sempre. E sei que está agora, mesmo sem estar lá fisicamente. É melhor para você não ir. É muita emoção e muita dor. E você já está sofrendo.

                   O enterro aconteceu, e ela não pôde ir. Socorreu sua mãe, a levou para casa. Cuidou dela. E como combinado, foi levada pelo seu sogro ao local.

Sogro: Foi aqui.
Ela (desabando no chão): Não acredito. Isso é um pesadelo.
Sogro (chorando): Queria eu que fosse. Vou deixar você um pouco sozinha para que fique a vontade.
Ela: Amor! Você prometeu. Você disse que estaria aqui. Eu sempre vou amar você. Com uma intensidade que só você sabe. De um jeito que só nós dois sabemos. Enquanto eu respirar, vou te amar. Nunca me esquecerei de nada.

                   O tempo passou. Mas ela nunca se esqueceu de nenhum momento que eles tiveram. A vida seguiu. Entretanto o amor é o mesmo.

Ela: Você estava certo.Ainda me lembro de cada olhar, cada carinho, cada declaração, cada briga. Sempre o amarei. Um amor que poucos entenderão.  E mesmo que passe muito anos, sempre sentirei nosso amor como o vento que toca meu rosto suavemente da mesma maneira que suas mãos o tocava. 
      
                                                                                      (Fernanda Muniz)


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Saudade

Dizem que a lágrima de saudade é a representação de um desejo. Um desejo da alma de ter a pessoa ao lado. Dizem também que a saudade é um dos sentimentos mais difíceis de serem sentidos, entendidos, pois quando está relacionado a momentos, nos traz à tona a realidade de não mais viver este(s) momento(s).
            Eu confesso que tenho que aprender sobre saudade. Como lidar com a saudade? Sempre me questiono como viver sentindo saudade. Eu ainda não aprendi a lidar com a saudade. Sinto saudades de momentos, pessoas, saudades até do que nunca vive.
            Aprendi a viver sentindo saudade do que nunca tive. Saudade dos carinhos que meu pai nunca me deu. Saudade das minhas avós e dos meus avôs, que tanto me fizeram sorrir. Do cheiro do frango frito e do angu da minha avó materna. Saudade de amigos que já perdi para vida e para morte. Saudade de duas pessoas que realmente amei, e perdi.
            Hoje só me restam lembranças e muita saudade.
            Mas ainda não aprendi a viver sem meu grande amor
. Meu eterno marrento, que me fez mais feliz do que qualquer ser possa imaginar. Brigas, crises, distâncias só serviam para nos aproximar, nos unir cada vez mais. Sinto saudade do cheiro, da pele, das ligações fora de hora, das canções que você me dedicava. Saudade dos dias que ficávamos sentados na varanda sonhando sonhos lindos.
            Saudade do amor que veio depois. Veio para me fazer feliz, ele me fez sorrir quando eu queria chorar, mas também me fez chorar quando eu quis sorrir.  Mas um detalhe nos separou.
            Quem não tem saudade que atire a primeira pedra, não é mesmo?! Sempre existirão situações que te fará sentir saudade de algo que você já viveu ou de alguém. Só temos que aprender a viver com ela.  Temos que dominar e não deixar que ela nos domine. Porque mesmo que não se queira admitir, a saudade sempre e para sempre existirá.  

                                                                    (Fernanda Muniz)

Pense nisso!
Fica a dica!

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Vaidade

         Confesso que para alguns esse tema chega a ser polêmico. Uma vez que para muitos a vaidade é apenas o hábito exagerado de cuidar do externo. O que muitos não sabem é que na verdade vaidade é um sentimento.
         Vaidade está relacionada ao egocentrismo. Um bom exemplo disto são aquelas pessoas que sempre fazem questão de mostrar o quanto sabem fazer algo e nunca admitem que existam outras pessoas façam melhor. Aquele tipo de pessoa que chega e diz: Ah! Isto eu sei fazer e faço melhor! Pois é, este tipo de pessoa é um excelente exemplo de como a vaidade pode ser um sentimento perigoso.
         Este sentimento pode ser bom quando controlado, e ruim quando em excesso. No instante em que é controlada, a pessoa deseja sempre ficar limpa, cabelo arrumado, tudo porque existe o sentimento de estar sempre apresentável, deseja-se ser reconhecido por seu trabalho, deseja vencer. Mas consegue manter a humildade. Entretanto, quando este é um sentimento em excesso, a pessoa supõe que todos devam sucumbir as suas vontades, como se nada mais importasse. Sem importa-se com as conseqüências. Isto é mais alto nível de perigo, se é que posso enfatizar assim. Pois quando chega neste nível, a pessoa acaba ficando sozinha.
         Para os fanáticos religiosos, que acreditam que todas as mulheres que usam maquiagem e cortam o cabelo vão para o inferno, entendam que naquela época mantinham o cabelo cortado para se fossem reconhecidas sendo diferenciadas pelo costume. Isso é higiene e não vaidade. O fato de você sempre ficar julgando não deixa de ser vaidade. Mudem de hábito, não julguem apenas instruam quem você acha que está fazendo algo errado.
         Para os mais exóticos, nem todos os religiosos falam “besteiras”. Pirciengs e tatuagens são profanações do corpo. Mas isso não é motivo para as pessoas que usam serem menosprezadas ou julgadas.
         Cuidado com os sentimentos que se escolhe para serem sentidos. Eles podem ser bons ou ruins. Só você pode saber pesar as conseqüências de cada um para sua vida. Fiquem certos de que há caminhos que não tem volta.


Pense nisso!
Fica a dica!


                                                                                     (Fernanda Muniz)