expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Um dia...

Ele: Você está linda! Às vezes me pergunto como seria passar um dia sem te ver, e fico louco com a hipótese de não te ver, não te sentir.
Ela: Eu não consigo nem pensar nisto. Só de pensar sinto que vou desabar. Melhor não pensarmos nisso. Eu te amo.
Ele: Você tem razão. Desculpa-me amor. Não iria a nenhum lugar que você não estivesse.
Ela: E, eu não viveria em um mundo que você não vivesse.

         Anos mais tarde:

Ele: Não podemos mais ficar juntos.
Ela (em prantos): Não acredito no que estou ouvindo. É mentira né?!
Ele: Não.
Ela: Então diz que você não me ama mais.
Ele: Eu não te amo mais.
Ela (chorando muito): Não vou suportar te perder.
Ele (segurando as lágrimas): Promete que vai se cuidar sem mim?
Ela: Como pode me pedir isso?

                   Ele então se afasta e se vai. Ela ficou arrasada por vários dias, até que uma amiga em comum do casal revelou o real motivo. Ela então resolve agir e correr atrás dos dias perdidos.

Ela: Eu sei por que você terminou comigo. Eu sei que é mentira. Que você me ama.
Ele: E por que terminei?
Ela: Para tentar me proteger de um dia te perder de vez.
Ele: Como descobriu?
Ela: Não importa. Eu te amo demais para viver sem você, e mais ainda para te deixar viver sozinho nesses dias difíceis.
Ele: Você já tem problemas demais para se preocupar com uma pessoa que tem...
Ela: Pode parar. Eu te amo e vou ficar com você até o fim.
Ele: E como sabe que ainda te amo?
Ela: Simples. Essa foi à única vez que não olhou em meus olhos.

                   As coisas foram ficando piores com o tempo. Entretanto, eles continuaram unidos. Não importasse quando estavam cansados ou debilitados.
Ele: Amor vai descansar. Eu estou bem.
Ela: Vou ficar aqui com você. Não há nada mais importante para mim. Quero aproveitar cada instante, e te dar todo carinho que eu puder.
Ele: Você sempre me deu, amor! Não sei o que seria de mim sem você.
Ela: Você não ficar sem mim. Sempre até o fim. Lembra?
Ele: Sim. Você vem ficar comigo no final de semana?
Ela: Sua família virá. É melhor você ficar com eles. Afinal, eles vêm de longe. E se eu ficar aqui, você irá curtir seus familiares. E eu não quero atrapalhar nada. Então...
Ele: Amor! Estamos juntos há tantos anos. Como pode pensar que está atrapalhando? rs
Ela: Mesmo assim. É um momento seu. Um momento familiar.
Ele: Então está bem! Mas quero que você aproveite para descansar. E prometo estar aqui na segunda. Lindo, esperando por você.
Ela: Promete mesmo? Você é convencido, mas tenho que concordar, você é lindo.
Ele: Claro que prometo. E quero que saiba que você fez toda minha vida valer à pena. Eu te amo, e enquanto houver carne vou amar você. Você foi, é e sempre será minha princesa, minha rainha. Eu sempre estarei com você.
Ela (chorando): Eu venho bem cedinho. Eu te amo mais do que tudo amor. Sempre vou amar você. Você sempre será meu eterno amor, meu príncipe, meu rei. Você sempre será minha vida.
Ele (chorando): Desculpa por todas as lágrimas que fiz você derramar.
Ela: Isto está parecendo uma despedida. E eu sei que você vai estar aqui na segunda. Agora eu tenho que ir para casa. Está muito tarde. Até segunda meu amor.
Ele: Até amor. Eu vou te esperar para tomarmos café juntos. Um dia ainda se lembrará dessas palavras e esse momento.

                   E os dois selaram aquela despedida com um beijo longo e carinhoso. Na segunda pelo começo da manhã, a mãe dela se queixa de dor no peito e a pede para levá-la ao hospital. Certa de que ele a estaria esperando, ela foi com sua mãe.  Horas mais tarde, seu celular toma.

Sogro: Oi minha linda! Como você está?
Ela: Estou bem. E o senhor? O que houve?
Sogro (segurando o choro): Descansou? Onde você está?
Ela: Sim. Estou com minha mãe em um hospital. O que aconteceu com ele?
Sogro: Ele passou mal nessa madrugada. Ele faleceu. Perdemos nosso príncipe.
Ela (chorando muito): Não! Ele me prometeu que esperaria. Que tomaríamos café juntos. Não é justo. Ele me prometeu.
Sogro: Eu lamento. Lamento demais. Ele era tudo para mim. O enterro será agora de manhã às 11h00min.
Ela: Como vou deixar minha mãe aqui sozinha? Não sei o que fazer! Não sinto nem minhas pernas.
Sogro: Filha fica com sua mãe. Não sai daí. Depois eu te levo no local.
Ela: Está bem. Mas eu prometi que estaria até o final e não vou cumprir.
Sogro: O que você fez por ele foi a maior prova de amor que você poderia dar. E você esteve ao lado dele sempre. E sei que está agora, mesmo sem estar lá fisicamente. É melhor para você não ir. É muita emoção e muita dor. E você já está sofrendo.

                   O enterro aconteceu, e ela não pôde ir. Socorreu sua mãe, a levou para casa. Cuidou dela. E como combinado, foi levada pelo seu sogro ao local.

Sogro: Foi aqui.
Ela (desabando no chão): Não acredito. Isso é um pesadelo.
Sogro (chorando): Queria eu que fosse. Vou deixar você um pouco sozinha para que fique a vontade.
Ela: Amor! Você prometeu. Você disse que estaria aqui. Eu sempre vou amar você. Com uma intensidade que só você sabe. De um jeito que só nós dois sabemos. Enquanto eu respirar, vou te amar. Nunca me esquecerei de nada.

                   O tempo passou. Mas ela nunca se esqueceu de nenhum momento que eles tiveram. A vida seguiu. Entretanto o amor é o mesmo.

Ela: Você estava certo.Ainda me lembro de cada olhar, cada carinho, cada declaração, cada briga. Sempre o amarei. Um amor que poucos entenderão.  E mesmo que passe muito anos, sempre sentirei nosso amor como o vento que toca meu rosto suavemente da mesma maneira que suas mãos o tocava. 
      
                                                                                      (Fernanda Muniz)


4 comentários:

Gabriela Lemos disse...

Gostei do seu texto :)

Fernanda Muniz disse...

:)

Obrigada e volte sempre. Bem provável que tenha continuação...

Luana Melo disse...

Fernanda...

eu me emocionei muito...
Que texto lindo... me deu vontade de chorar sinceramente.
Pensei em como seria perder o amor da minha vida e não sei como sobreviveria...
Belas palavras.
Beijos Nanda!

http://luahmelo.blogspot.com

Fernanda Muniz disse...

É bem complicado você perder ainda mais dessa maneira.
Obrigada linda!
Espero ter você sempre por aqui! :)

Beijos Lu!