expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

domingo, 8 de janeiro de 2012

Amizade verdadeira

         Está aí, uma coisa que precisamos muito aprender como vivenciar o que, de maravilhoso, se esconde em uma amizade. Mas não uma amizade qualquer. Aprenda, que nem todos que enchem a boca para dizer que é seu amigo, é de fato seu amigo.
         Amigo verdadeiro, é aquele que te adota como irmão só para compartilhar os mínimos detalhes e momentos com você. É aquele que esquece de si mesmo quando te vê triste ou com algum problema. É aquele que é capaz de se alegrar com as coisas que para ele são inúteis ou fúteis, só para arrancar um sorriso quando você estiver triste.
         Uma amizade de verdade, tem que ter entrega, companheirismo, sintonia, zelo, proteção, ajuda, humildade e lealdade. Tantas coisas. Que vai além do que se acha que é ser um bom amigo.
         Não existe um só personagem em uma amizade. Ou você é amigo ou não é. E, se não é, é melhor se afastar até para não ser hipócrita com a outra pessoa. Não use de fingimento, mentiras, favorecimento em uma amizade. Pois se a pessoa é do tipo amigo-irmão. Aquele que atura suas crises de mau humor, aquele que não seca suas lágrimas, mas as impede de cair, aquele que te escuta mesmo de madrugada quando você liga para ele. Irá se magoar profundamente, e isto, causará danos irreversíveis.
         Se você um tipo de amizade assim, e insiste em dar valor aos coleguismos, pessoas que estão a sua volta, mas sempre te deixa sozinho ou fingi nunca ter tempo. Cuidado! Você pode estar perdendo um grande amigo.
         Diga o quanto você fica satisfeito e orgulhoso por tê-lo ao seu lado. Ou simplesmente não diga nada, mas faça algo. Demonstre sempre o quanto essa pessoa te é importante. Essa é a melhor forma de cultivar uma bela, intensa e verdadeira amizade. Do contrário, você perderá e nunca mais recuperará.

Fica a dica!

                                                                              (Fernanda Muniz)

2 comentários:

Karen Pereira disse...

Que texto lindo, Nanda! Continue assim, tu vai longe! Um beijo!

http://aultimacanafistula.blogspot.com/

Fernanda Muniz disse...

Obrigada! *-*
Um beijo!