expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Primavera, outono

   Aroma suave, beleza incomensurável, simplicidade absurdamente fascinante. Assim é meu amor por ti. Seu aroma tão característico e marcante quanto às flores na primavera. Assim como as flores possuem uma beleza absurda, principalmente em seu desabrochar, é o seu sorriso, seu olhar. E na simplicidade de nossos momentos me vejo mais fascinada por ti. E em um misto de amor e paixão, você me prende. Faz-me conhecer lugares inimagináveis. Descobrir sentimentos incríveis, que de tão incríveis se tornam surreais.
    Assim como as folhas se desprendem das árvores, me desprendo de mim quando estou em seus braços. A liberdade que as folhas encontram no vento, eu encontro em você. Nos seus braços sou livre para ir onde quiser. O outono sempre traz a certeza de que algo bom irá acontecer, assim sou eu em relação a você.
    Sei que acontecerá algo bom apenas pela certeza de poder te olhar e sentir seu calor. Apenas por saber que você me olhará e me dará o seu melhor sorriso, o seu melhor carinho.
     Assim como a Primavera e o Outono se completam, assim como as características de ambos os tornam devidamente especiais, somos você e eu. Assim como na Primavera as flores desabrocham. E no Outono as folhas, as pétalas se desprendem para um voo sem pressa, sem rumo, assim é meu amor por ti.

    Tudo o que há em mim desabrocha, floresce quando te vejo. Tudo em mim se desprende, para um singelo voo, quando estou em seus braços. Tudo o que há em você te torna a minha primavera, o meu outono.

2 comentários:

Orleans Nery disse...

Que texto lindo! Uma bela comparação! :)

Fernanda Muniz disse...

Obrigada! *-*