expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Lembranças

    As lembranças parecem invadir meus pensamentos quando vejo você andando em minha direção. Lembro-me de como suas manias me chateavam e de como eu te chateava. Lembro-me de como nossos olhares se encontraram.
    Convencido. Chato. Ora infantil ora decidido. Paquerador. Essas foram minhas primeiras impressões. Opiniões que se formaram ao longo do tempo. Aos poucos, tudo se tornou contraditório. Pois, tudo em você me irritava e ao mesmo tempo me atraía para você. Eu me sentia envolvida demais para me afastar.
    Aos poucos percebi que você nunca foi solitário, chato ou convencido. Nunca foi infantil e também não era tão decidido assim. Na verdade, percebi que você apenas guardava suas emoções para aquela que fosse merecedora de tal atenção. Entendi que ela teria que ser excepcional. E, então você me encontrou. Você fez de mim a sua pessoa excepcional.
   Fecho meus olhos e volto no tempo. Sinto o calor de suas trêmulas mãos dizendo o quanto eu representava para você. Lembro-me da maneira que você me olhava naquela noite, pois era exatamente a mesma maneira que eu olhava para você. E ainda olho. E, em silêncio, com um doce sorriso, te agradeço por me ensinar como amar. Por fazer de mim a pessoa merecedora dos seus sentimentos.
   Ao seu lado aprendi uma das maiores lições da minha vida. E, olhando para você agora percebo a importância dela. Nenhuma opinião é imutável. Você mudou minha opinião. E mais que isso. Você me mudou.


(Fernanda Muniz)

Nenhum comentário: